ACESSE SUA CONTA
Assine nossa newsletter

Vírus Zica: informação.

Vírus ZIKA

PÚBLICO EM GERAL

Prevenção/Proteção

 

Utilize telas em janelas e portas, faça uso contínuo de roupas compridas – calças e blusas – e, se vestir

roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas.

Fique, preferencialmente, em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.

 

Cuidados

Observe o aparecimento de sinais e sintomas de infecção por vírus zika (manchas vermelhas na pele,

olhos avermelhados e febre).

Busque um serviço de saúde para atendimento, caso necessário.

Para febre e dor, use acetaminofeno (paracetamol) ou dipirona. Não tome qualquer outra medicação

sem orientação médica.

Informe-se sobre planejamento reprodutivo e métodos contraceptivos nas unidades básicas de saúde.

 

MULHER EM IDADE FÉRTIL

Prevenção/Proteção

Utilize telas em janelas e portas, faça uso contínuo de roupas compridas – calças e blusas – e, se vestir

roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas.

Fique, preferencialmente, em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.

 

Cuidados

Observe o aparecimento de sinais e sintomas de infecção por vírus zika (manchas vermelhas na pele,

olhos avermelhados e febre).

Busque um serviço de saúde para atendimento, caso necessário.

Para febre e dor, use acetaminofeno (paracetamol) ou dipirona. Não tome qualquer outra medicação

sem orientação médica.

Informação

Se deseja engravidar: busque orientação com um profissional de saúde e tire todas as dúvidas

para avaliar sua decisão.

Se não deseja engravidar: busque métodos contraceptivos por meio de consulta em uma Unidade Básica

de Saúde (UBS).

GESTANTE

Prevenção/Proteção

Utilize telas em janelas e portas, faça uso contínuo de roupas compridas – calças e blusas – e, se vestir

roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas.

Fique, preferencialmente, em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.

 

Cuidados

Busque a UBS para fazer o pré-natal e compareça às consultas periodicamente (início do

acompanhamento no primeiro trimestre da gravidez).

Vá às consultas mensalmente até a 28ª semana; quinzenalmente entre a 28ª e a 36ª

semana; e semanalmente a partir da 36ª semana até o nascimento do bebê.

Cumpra toda vacinação indicada para gestantes.

Para febre e dor, use acetaminofeno (paracetamol) ou dipirona. Não tome qualquer outra medicação

sem orientação médica.

Informação

Se tiver dúvida, fale com seu médico ou com outro profissional de saúde a que tenha acesso.

Relate ao seu médico qualquer sintoma ou medicamento usado durante a gestação.

Leve sempre consigo a Caderneta da Gestante, pois nela consta todo seu histórico de gestação.

 

CUIDADOS COM O RECÉM-NASCIDO

 

Utilize telas em janelas e portas, faça uso contínuo de roupas compridas – calças e blusas – e, se vestir

roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas.

Fique, preferencialmente, em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.

Se for o caso, utilize repelente apropriado para a idade. Repelentes tópicos contendo DEET não podem

ser usados em crianças de até 2 anos de idade.

A amamentação é indicada até o 2º ano de vida ou mais, sendo exclusiva nos primeiros 6 meses de vida.

Observe o aparecimento de sinais e sintomas de infecção por vírus zika (manchas vermelhas na pele,

olhos avermelhados e febre).

Busque um serviço de saúde para atendimento, caso necessário.

Não tome medicação sem orientação médica. Para febre e dor, use acetaminofeno (paracetamol)

ou dipirona.

Informação

Ao nascer, o bebê passará por avaliação física na sala de parto, inclusive a medição do

perímetro cefálico.

Na maternidade, a equipe de saúde realizará a avaliação neurológica do bebê (exame físico).

Além dos testes de Triagem Neonatal de Rotina (teste de orelhinha, teste do pezinho e teste do olhinho),

serão realizados outros testes.

Em caso de suspeita, serão solicitados exames laboratoriais e de imagem (ultrassonografia ou

tomografia de crânio).

Caso o bebê tenha o diagnóstico de microcefalia, ele precisará ser encaminhado para um programa de

estimulação precoce.

Caso o bebê não tenha suspeita de microcefalia, mas haja histórico materno de zika, ele continuará

sendo acompanhado na UBS.

ATENÇÃO: a alta do bebê não deve ser adiada para realização de exame de imagem, pois o exame

pode ser agendado para realização de forma ambulatorial.

 

CUIDADOS COM O RECÉM-NASCIDO COM MICROCEFALIA

 

Utilize telas em janelas e portas, faça uso contínuo de roupas compridas – calças e blusas – e, se vestir

roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas.

Fique, preferencialmente, em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.

Se for o caso, utilize repelente apropriado para a idade. Repelentes tópicos contendo DEET não podem

ser usados em crianças de até 2 anos de idade.

A amamentação é indicada até o 2º ano de vida ou mais, sendo exclusiva nos primeiros 6 meses de vida.

Leve seu bebê para o acompanhamento do crescimento e do desenvolvimento da criança na UBS.

Mantenha a vacinação em dia, de acordo com o calendário vacinal da Caderneta da Criança.

Compareça ao centro de reabilitação (estimulação precoce) com seu bebê.

 

Informação

Todos os bebês com confirmação de microcefalia devem manter as consultas de Puericultura na unidade

de saúde.

Além de ter o acompanhado de rotina, o bebê deve ser encaminhado para o serviço especializado para

estimulação precoce.

Caso o bebê apresente alterações ou complicações (neurológicas, motoras ou respiratórias, entre

outras), o acompanhamento por diferentes especialistas será necessário, a depender de cada caso.

ATENÇÃO: a alta do bebê não deve ser adiada para realização de exame de imagem, pois o exame

pode ser agendado para realização de forma ambulatorial.

Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs 

MINISTÉRIO DA SAÚDE/  Brasília – DF/ 2015

APAS-PV - Associação Policial de Assistência à Saúde de Presidente Venceslau

Horário de funcionamento: das 8:00 às 17:00 de Segunda a Sexta-feira

Endereço: Rua Duque de Caxias, 343 - Centro - CEP 19400 000 - Pres. Venceslau -SP

Fone/Fax: (18) 3271-3230 / 3271-3322

ouvidoria@apaspv.com.br

A ouvidoria é um canal de comunicação e tem a responsabilidade de receber reclamações, sugestões, elogios e consulta. Sua contribuição é fundamental para que possamos sempre melhorar nossos serviços.